segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

AMOR: Mais do que um bom sentimento

     

       Ao longo das Escrituras nós temos a certeza do amor de Deus e somos relembrados e que a prova de seu amor ilimitado é que Cristo morreu por nós (Rm 5.8; 1Jo 4.9-10). Mas o amor não pretende simplesmente nos fazer sentir bem, mas, especialmente, nos motivar a agir de forma que nos faça refletir sua bondade. O amor, às vezes, requer atitude práticas e até mesmo desconfortáveis:
      1) O amor não é opcional (1Jo 3.11, 23; 4.11). Somos orientados a amar uns aos ouros.
      2) O amor é demonstrado (1Jo 3.14; 4.7, 20). Nosso amor por Deus é demonstrado no mesmo grau em que demonstramos amor pelos ouros.
      3) O amor é atrativo, um ato da vontade (1Jo 3.17). Somos orientados a praticar atos de amor. Se fecharmos nossos olhos às necessidades dos outros, nosso amor a Deus é questionado.
      4) O amor é responsivo (1Jo 4.19). Somos capazes de amar porque fomos e somos amados por Deus. Esse amor nos faz responder amavelmente a outros (1Jo 4.21).
 
(Texto extraído da Bíblia da Mulher - pag. 2039) 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário