segunda-feira, 13 de julho de 2015

Paternidade: Uma responsabilidade dada por Deus

             
     Ser mãe ou pai deve envolver algo extremamente básico, importante e viável, uma vez que faz parte da ordem dada por Deus à mãe e ao pai da raça humana (Gn 1.28). Por certo, a reprodução era necessária para dar continuidade as gerações, mas ver os filhos como o simples resultado de uma função biológica é ignorar completamente o significado que Deus atribui ao papel de mãe ou pai (Sl 127; 128).
      Deus nos criou à sua imagem (Gn 1.27) e nada revela mais a natureza de sua divindade do que seu ato amoroso de criar a vida humana. De que maneira um homem e uma mulher poderiam refletir mais claramente essa característica de Deus do que em seu próprio ato amoroso de gerar um filho?
      A Bíblia traz princípios claros para a educação dos filhos nos caminhos do Senhor: 1) Os pais devem ter um casamento condizente com os padrões de Deus (1Tm 3.4,12; Tt 2.1-5). Um relacionamento amoroso entre mãe e pai demonstra de forma prática para o filho como marido e mulher devem se relacionar no casamento. 2) Os pais são responsáveis por ensinar as verdades espirituais aos seus filhos (Dt 6.4-9;Sl 78.1-8; 2Tm 1.3-5; Ef 6.4). Essa tarefa importante não pode ser deixada ao encargo da igreja e das escolas cristãs. 3) Os pais devem conduzir seus filhos nos caminhos de Deus através de uma disciplina amorosa e coerente (Pv 13.24; 19;18; 20.30; 22.15;Hb 12.5-8,11). Não se trata apenas de aplicar castigos, mas de educar com todo cuidado, "discipulando" seus filhos e ensinando-os, através de suas palavras e exemplo, como viver a vida cristã.

(Texto extraído da Bíblia da Mulher, pag. 1015)

Nenhum comentário:

Postar um comentário