segunda-feira, 19 de maio de 2014

Coração quebrantado

Uma vida despedaçada

O salmista fala de um “coração quebrantado” e um “espírito contrito”(Sl 34.18).Sentimos o coração quebrantado quando outra pessoa causa um rompimento em sua relação conosco. O espírito contrito, por sua vez, é resultante da tristeza profunda de termos causado esse rompimento em nossa relação com Deus ou outro ser humano.
A mulher que experimenta um coração quebrantado é, em vários sentidos, uma vítima das ações intencionais ou não intencionais de outra pessoa. Sua tristeza pode ser causada pelo abandono, rejeição, opressão, abuso ou mesmo pela morte. Não obstante a causa, uma pessoa com o coração quebrantado sente-se devastada e tem a impressão de que sua vida foi despedaçada. O medo, a solidão e o desespero são outras emoções que costumam se manifestar nessas ocasiões. Em muitos aspectos, um coração quebrantado também quebranta o espírito, fazendo-nos perder a vontade de viver, amar ou confiar.
 Um dos papéis mais importante que Jesus exerceu com profunda dedicação e compaixão (Lc4. 18) foi “curar os contritos de coração” (Is 61.1-3).Em vários momentos,Jesus tratou especificamente das causas do coração quebrantado. Falou do medo (Mc 5.36), da rejeição e sensação de isolamento (Jo 14.16),do desespero e do desânimo(Jo 14.1).     
A mulher com um coração quebrantado encontra cura quando escolhe crer novamente-crer que viverá, que voltará amar, que Deus tem planos e propósitos para ela,que Deus estará ao seu lado sempre,mesmo nos momentos mais sombrios de aflição e tristeza(Jr 29.11-14).Ao apropriar-se inteiramente da promessa de Jesus Cristo de curar seu coração despedaçado,ela encontra forças para consolar outros,certa de que Deus ainda tem “coisa nova”reservada para ela.(Is 43.19;Lm 3.22-24)



Fonte: Bíblia da Mulher pg 884


Nenhum comentário:

Postar um comentário